LEO CHAVES

Durante 27 anos Leo Chaves dividiu com o irmão Victor uma intensa jornada profissional, torneada de responsabilidades e decisões artísticas em uma das duplas mais bem sucedidas da história. No momento atual, inovação e diversificação traduzem bem a nova etapa que Leo Chaves inicia com o lançamento de seu primeiro single solo, “Sol das Seis”.

 

Um outro pilar marcante nessa fase é a versatilidade, já que a estrada em que dá o primeiro passo tem sua assinatura artística individual estampada em letras garrafais.


A melodia continua cativante como sempre. Já os elementos que a adornam traçam uma reinvenção completa de Leo na nova jornada. “Sol das Seis” traz como instrumento-base o piano, embalando o romantismo da canção. Ela carrega arranjos eletrônicos e uma levada de balada pop romântica com swing bem moderno. O cantor mostra seu leque de recursos, cantando dessa vez, em tonalidades mais baixas e destacando os graves em sua marcante performance vocal.

 

Para completar, Leo divide nuances vocais e protagonismo com um dos grandes nomes do pop atual, Ludmilla. Ao microfone, traçam juntos um encaminhamento em que os dois universos esperados dos artistas se encontram harmonicamente em um caminho do meio, delicioso auditivamente.


O principal propósito de Leo, no entanto, segue inabalável: impactar pessoas e arrancar sorrisos por meio da arte. “Esse é o ponto que me faz sair de casa para fazer música: o compromisso humanitário de transformar vidas. E agora, com público novo em caminho solo, tudo ganha um sabor de desafio e clareia ainda mais o meu Norte”, diz.

 

“Para mim tem sido muito especial fazer parte deste projeto com o Léo, foi um momento de muita interação, troca e aprendizado. Nos empenhamos muito para que esta parceria tivesse um resultado incrível para o nosso público, espero que todos curtam bastante”, completa Ludmilla.


Se os elementos acima descritos não são surpreendentes o suficiente, Leo Chaves promete ainda maiores novidades nas canções que soltará na sequência. “As pessoas se surpreenderão muito, e alguns até se assustarão com a diversidade de estilos por onde estou trafegando”, conta. Leo carrega muito disso na analogia com o ofício de ator, que se testa ao interpretar diferentes personagens, ou de autor de livros, que descreve personas diversas. “Esse é o caminho que podem esperar das minhas músicas, uma interpretação de nossa sociedade diversificada. Quero cantar os vários papeis sociais do nosso país, ao mesmo tempo homenageando-os”.


Isso, claro, desde que a persona ou personagem tenham alguma relação ou carreguem uma verdade íntima de Leo, como é o caso deste primeiro single. “O ponto em comum dessa redescoberta é que há muita verdade em tudo o que venho produzindo. “Acredito em tudo o que traz essência. O segredo para que algo dê certo é a base verdadeira”, diz.


Dada sua experiência no assunto sucesso, Leo sabe muito bem do que fala.